Sapato 43

Associação Cultural para a Construção do Conhecimento pela Arte


Deixe um comentário

Arte de Ser

Cartaz Arte de Ser_cor

TEatroensaio apresenta a estreia da sua nova criação
Arte de Ser
Imprecação a Teixeira de Pascoaes
texto e encenação de Inês Leite

Apresentações:
Dia 19 de Setembro de 2013, 21h30.
Local: Teatro Carlos Alberto, Porto.
Este espectáculo terá a sua estreia absoluta no Teatro Carlos Alberto, Porto, inserido no Corrente Alterna – Mostra de Criações Incógnitas, Linha de Programação Resistor (uma coprodução Cia Erva Daninha e Teatro Nacional São João)
Informações e Reservas: 800 10 86 75 ou bilheteira@tnsj.pt (PVP: 10,00€)

De 20 a 29 de Setembro de 2013, 21h30 (de quinta a domingo).
Local: Blackbox, Cace Cultural do Porto, Porto.

Produção: TEatroensaio
Informações e Reservas: 918626345 ou teatroensaio@gmail.com (PVP: 5,00€)

Duração : (aprox.) 55 minutos
Classificação etária: 12 anos

Sinopse:
Este monólogo para uma actriz apresenta numa imprecação satírica ao texto de Teixeira de Pascoaes Arte de Ser Português, questionando a “superioridade” ideológica da nossa cultura e identidade assentes sobre a ideia de “Saudade”, proposta numa época plena de contradições políticas e ideológicas. Explorando múltiplos pontos de contacto desses ecos no nosso quotidiano, Arte de Ser… interroga o nosso tempo, propondo novas formas de olhar possíveis futuros.
 
Ficha Artística:
Peça escrita a partir da obra de Teixeira de Pascoaes: “Arte de Ser Português”
Texto Dramatúrgico Original: Inês Leite
Encenação e Concepção Plástica: Inês Leite
Interpretação: Inês Garrido
Desenho de Luz: Francisco Tavares Teles
Desenho de Som e Música original: Romeu Guimarães
Voz off: Pedro Estorninho

Apoio Pesquisa Dramatúrgica: Ana da Palma

(retirado do blogue do TEATROENSAIO)

Anúncios


Deixe um comentário

Lançamento do Lápis Desafiado nº2

lapis desafiado 2

«Fartos de estarem imóveis e pontiagudos, esquecidos nos copos e nos estojos, em casas, malas, gavetas e papelarias, os lápis começaram a responder a desafios e descobriram que podiam ter uso. Puseram-se primeiro a escrever. E nasceu o Lápis Desafiado nº 1, um conjunto de quinze textos de não-escritores, pessoas que gostam de escrever.
Agora, a partir desses textos, surgiram desenhos e colagens, feitos por grandes e pequenos, mouros e morcões, todos e qualquer um. Está cá fora o Lápis Desafiado nº 2, o resultado desta arte sem artistas.

No dia 16 de Setembro, segunda-feira, este novo número, que traz já um novo desafio, vai ser apresentado na CasaViva (Porto), às 21h30. Há chá, bolinhos, conversa e outras formas de brincar com palavras.
No domingo seguinte, 22 de Setembro, a apresentação é na Casa da Achada (Lisboa), às 18h, onde também vão estar expostos os originais que deram origem a este conjunto de imagens.
Toda a gente é bem-vinda. A vir à CasaViva, a vir à Casa da Achada, e a responder ao terceiro desafio…»

(texto e cartaz retirados do blogue da CasaViva)